Empurrei-te o baloiço, para a frente, para trás,
Tinhas asas, eras pássaro, cometa, avião!
Balançavas como se fosses capaz
De tocar no céu com a tua própria mão!

~ Filipe Costa

|Serra da Lousã, Portugal|

Leave a Comment

%d bloggers like this: