Sentes que um tempo acabou
Primavera de flor adormecida
qualquer coisa que não volta, que voou
que foi um rio, um ar na tua vida
E levas em ti guardado
o choro de uma balada
recordações do passado
o bater da velha cabra

Capa negra de saudade
no momento da partida
segredos desta cidade
levo comigo p’ ra vida

Sabes que o desenho do adeus
é fogo que nos queima devagar
e no lento cerrar dos olhos teus
fica a esperança de um dia aqui voltar
E levas em ti guardado
o choro de uma balada
recordações do passado
o bater da velha cabra

Capa negra de saudade
no momento da partida
segredos desta cidade
levo comigo p’ ra vida

~ Estudantina Universitária de Coimbra

|Coimbra, Portugal|

Leave a Comment

%d bloggers like this: