Quase nada
(experimento o céu de negro que há de norte a sul
nunca me conforma
(prometo-me a mim mesma mais de céu azul)
a insatisfação
(temo que haja pouco pra me contentar)
nunca me abandona
(mas nada me impede de tentar)
~ Márcia [A insatisfação] |Vale do Lizandro, Portugal|

Leave a Comment

%d bloggers like this: