A esta hora estranha hora
Em que tudo pára
Só minh’alma teima e voa
Do meu peito pra fora

Deixo-a ir
Na maré
De outras fantasias
já se perde
Na espuma de outros dias
Noutro lugar
~ Paulo Gonzo – Desta margem
|Alcácer do Sal, Portugal|

Leave a Comment

%d bloggers like this: